por-que-ser-eletricista

Por que ser um eletricista? Descubra aqui os principais motivos

Com certeza você já deve ter ouvido falar bastante sobre a profissão do eletricista. Aqui está um ramo em constante atualização e que sempre recebe novas vertentes para ser aplicada. Mas por que ser um eletricista?

Você tem alguma ideia dos motivos que levam alguém a seguir este caminho? Existem várias coisas que podem apontar a direção correta para o sucesso. Mas hoje você vai encarar os principais motivos que levam a maioria das pessoas a escolher esta profissão.

Não basta apenas fazer um curso para eletricista e então se manter no ramo por anos a fio. Realmente existem coisas que precisam ser levadas em conta caso você realmente queira ter resultados incríveis.

A motivação é o maior fator de sucesso para qualquer pessoa em praticamente qualquer ramo profissional. Por isso recomendo que você vá atrás de um conjunto de fatores que torne possível o impulsionamento do seu aprendizado.

Vamos dar uma olhada?

Por que ser um eletricista?

Antes de começar eu acho que é justo dizer que muitas vezes um motivo para um pode não ser tão interessante para outro. Assim como praticamente qualquer coisa pode ser considerada uma motivação quando a situação é propícia.

Mas seja como for vou listar aqui uma quantidade que tende a se repetir para a maioria das pessoas que começa a trabalhar como um eletricista profissional.

Fique à vontade para dar suas sugestões, tirar dúvidas e até mesmo criticar se sentir vontade. Estamos abertos para suas opiniões.

1 – Facilidade de contratação

Com certeza você deve ter ouvido falar que o mercado está em crise e que empregos são cada vez menos encontrados. Na verdade a realidade brasileira costuma constantemente apontar este tipo de situação, o que nos deixa bastante apreensivos ao escolher uma profissão.

Bom, uma coisa é fato, dificilmente um eletricista fica sem emprego. Se ele souber fazer seu trabalho direito, for cativante e também entregar resultados para seus clientes, as portas com certeza se abrirão de maneira efetiva.

Sem contar que a área da elétrica possui um crescimento constante, que acompanha várias partes do mercado, como por exemplo a construção civil e até mesmo as indústrias.

Mesmo que esses mercados percam um pouco do vigor, o eletricista não fica desamparado, pois pode trabalhar com instalações, reparos e manutenções em outros locais.

eletricista-desencapando-fio

2 – Salário acima da média

Normalmente a pessoa procura uma profissão pensando que terá alguma compensação mais no futuro em questão de dinheiro. Dificilmente alguém começa simplesmente na crista da onda, recebendo salários bastante altos.

Você precisa se estabelecer na empresa, mostrar serviço e capacidade de trazer sempre melhores retornos.

Mas o fato é que o eletricista em geral já começa com uma média salarial bastante interessante. Os valores normalmente começam acima dos R$2000,00, o que é ótimo para alguém da categoria.

Claro, a tendência é crescer com o tempo, afinal de contas os primeiros salários costumam funcionar de maneira mais experimental. Sem contar as possibilidade de que a pessoa pode ser promovida e até mesmo se tornar um supervisor na área.

Alguns vão até mais longe e começam a investir em coisas como por exemplo uma formação em faculdade e até depois uma pós. A engenharia elétrica é um ramo promissor, e que funciona muito bem quando a pessoa já é um eletricista e possui muitas conexões com pessoas do ramo.

3 – Possibilidade de liberdade

Não é de hoje que muitas pessoas estão procurando uma profissão mais livre para resolver seus problemas. Por exemplo, é possível que você consiga conquistar um horário maleável, por conta de vários compromissos.

Já outros querem ter a oportunidade de ter uma renda que pode crescer proporcional ao seu esforço. Realmente é desanimador para alguns oferecer seus serviços a uma empresa e ter o mesmo pagamento independente do quanto se entregue ao trabalho.

Como eletricista você pode trabalhar confortavelmente como um autônomo. O que é excelente para resolver a maioria dos problemas que um trabalho engessado pode oferecer.

Você acaba tendo mais possibilidade, mas com isso vêm maiores responsabilidades, como por exemplo fazer a sua agenda, correr atrás de clientes e por aí vai.

4 – Facilidade de aprimoração

O ramo da eletricidade possui muitas vertentes, e não necessariamente você vai começar exatamente trabalhando com o que mais gosta. Neste caso estou falando de cursos especializados e profissionalizantes.

Eles possibilitam que você consiga atender muito mais clientes, além de aumentar as chances de empregos em várias outras empresas.

Infelizmente a área de concurso público não traz vagas normalmente para quem só tem um curso profissionalizante. O ideal é que você esteja sempre tentando expandir seus horizontes.

Isto é muito bem visto pelos seus clientes e ainda melhor recebido pelas empresas que estão te contratando. Acaba sendo um dos melhores jeitos de receber uma promoção ou aumento além de ser um bom funcionário.

Já imaginou se você realmente encontra uma possibilidade de atuar na área e não está com uma certificação válida para trabalhar? Realmente isto pode acontecer. Então o melhor que eu te recomendo é procurar um curso de qualidade para começar hoje.

O curso eletricista residencial Juiz de Fora MG é uma das opções mais eficazes para quem quer realmente se encaixar no mercado de trabalho de uma maneira muito mais natural. Contando com todo o apoio que você precisa para dar os seus primeiros passos na profissão.

Todo o material do link mencionado é ministrado pelo profissional de renome na área, André Mafra. Sendo realmente uma saída confiável e inteligente para estar mais longe do desemprego.

Confie todas as suas ações a quem realmente pode te orientar no assunto.

Informações importantes

Ser um eletricista é uma questão também de responsabilidade. Embora a eletricidade nos tenha proporcionado coisas incríveis, a verdade é que ela ainda pode ser considerada um grande perigo ao se fazer conexões mal feitas.

Sempre que você recorre à famosa gambiarra, há o risco de acabar tendo problemas sérios, como por exemplo faíscas que geram possíveis incêndios de origem elétrica. Esta é uma forma muito difícil de se controlar.

Além disso os acidentes de trabalho que envolvem eletricidade são um risco real e grande. Onde a pessoa precisa sem dúvida nenhum tomar cuidado para não acabar tendo um grande dano, que às vezes pode levar até mesmo ao óbito.

Uma outra indicação é fazer um curso de NR10, que é a norma regulamentadora para trabalhos que envolvem alta tensão. Realmente uma opção brilhante para quem deseja ter sucesso.

E por último vale a pena dizer que se você for um autônomo, um dos maiores desafios estará realmente na hora de fazer o orçamento. Orçamentos caros demais levam seus clientes para a concorrência, mas um muito baixo pode te deixar no prejuízo. Na hora de encontrar um curso é muito importante estar atento para não correr riscos desnecessários.

No mais é isso, te desejo muito sucesso!